quinta-feira, 2 de junho de 2011

NOTAS MANCHADAS




Acabou a discussão sobre as notas manchadas que estão circulando no mercado. Se você receber uma, não aceite. Todas são suspeitas de terem sido roubadas de caixas eletrônicos. A orientação é do Banco Central para dificultar a circulação de dinheiro roubado e tentar desestimular o roubo a caixas eletrônicos, que aumentou muito nos últimos meses.

Quem se distrair e receber uma cédula rosa deve levá-la a um banco. A nota só será trocada se for comprovado que a mancha não é do sistema antifurto. Caso contrário, prejuízo: quem pegou a nota não vai receber o valor de volta.

Notas assim não valem mais. Para tentar reduzir o ataque de quadrilhas, agora, caixas eletrônicos têm uma tinta que mancha as cédulas de rosa quando são arrombados.

“Não receba, você é que vai cair no prejuízo. Se todos nós fizermos isso, ela não vai ter circulação nenhuma, porque ela não tem mais valor, ela foi obtida de um ato ilícito”, reforça o diretor técnico da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Wilson Gutierrez.

Ninguém deve aceitar estas notas. Mas, se acontecer, é preciso entregá-las imediatamente a uma agência bancária para análise do Banco Central. Se for comprovado que a cédula não veio de um caixa eletrônico arrombado, o cliente será ressarcido.

Alguns bancos já colocaram avisos nos terminais. Caso o correntista retire notas manchadas, ele deve pegar um extrato para comprovar o saque e chamar o gerente. Se a agência estiver fechada, é melhor fazer também um boletim de ocorrência. O Banco Central recomenda atenção dos consumidores.

Ao todo, 75 mil notas manchadas estão em circulação. Assim, se a mancha for cor de rosa, mesmo que pequena, é melhor recusar para não correr o risco de receber dinheiro roubado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget