domingo, 16 de dezembro de 2012

CORINTHIANS - BI CAMPEÃO MUNDIAL


Foi uma bela decisão. Jogo equilibrado, bem disputado e com os dois times buscando o ataque. Prevaleceu o cântico da Fiel, que transformou o estádio de Yokohama, no Japão, palco da final do Mundial de Clubes da Fifa, numa sucursal do Pacaembu. O bando de loucos que viajou ao outro lado do mundo, viu o Corinthians conquistar o bicampeonato mundial com uma vitória maiúscula sobre o Chelsea, campeão europeu, por 1 a 0. O gol foi marcado pelo atacante peruano Paolo Guerrero, o mesmo que já tinha feito o gol da vitória sobre o Al Ahly, do Egito, na semifinal.
O Corinthians igualou um feito do Barcelona ao derrotar o Chelsea na final deste domingo, em Yokohama. Com a conquista no Japão, o clube brasileiro passou a dividir o recorde de conquistas do Mundial de Clubes organizado pela Fifa com o espanhol: duas para cada lado. O primeiro título Corintiano ocorreu em 2000, na primeira vez em que a Fifa se incumbiu de um Mundial de Clubes, no Brasil. O time paulistano encontrou o espanhol Real Madrid na primeira fase, entre outros, e o Vasco (que passara pelo inglês Manchester United) na decisão. Após um empate sem gols com os vascaínos no Maracanã, a vitória do Corinthians foi confirmada nos pênaltis. Ocorreu um hiato de cinco anos até que a Fifa, com dificuldades para encontrar patrocinadores para o torneio, voltasse a viabilizar uma edição de um Mundial de Clubes. Em 2005, já com a antiga Copa Intercontinental extinta, o São Paulo venceu o Liverpool (curiosamente, comandado por Rafael Benítez, atual técnico do Chelsea) na segunda edição da competição. O badalado Barcelona participou pela primeira vez do Mundial no ano seguinte, em 2006. E não venceu. O meia Adriano Gabiru marcou o gol que deu a histórica conquista ao Internacional, surpreendendo o time catalão. No Mundial de 2009, após títulos de Milan e Manchester United nas temporadas anteriores, o Barcelona apagou o tropeço diante do Inter ao vencer a final com o Estudiantes, da Argentina. Dois anos depois, o time do argentino Lionel Messi chegou ao bicampeonato com uma goleada sobre o Santos de Neymar. Se a antiga Copa Intercontinental for levada em consideração como Mundial, no entanto, Corinthians e Barcelona (que nunca venceram aquele torneio) ficam para trás na contagem de títulos. O italiano Milan teria quatro conquistas (1969, 1989, 1990 e 2007), contra três da rival Internazionale (1964, 1965 e 2010), três do São Paulo (1992, 1993 e 2005), três dos uruguaios Nacional (1971, 1980 e 1988) e Peñarol (1961, 1966 e 1982), três do argentino Boca Juniors (1977, 2000 e 2003) e três do Real Madrid (1960, 1988 e 2002).
Ocorreu um erro neste gadget