quinta-feira, 16 de junho de 2011

GARRAFAS PET VIRAM UNIFORMES - SANEPAR








A SANEPAR - Empresa de saneamento do Estado do Paraná ,da um exemplo ao Brasil e porque não ao resto do planeta , confeccionando uniformes para os funcionários usando como matéria prima as garrafas PET , essas mesmas que vemos jogadas em rios e represas , o mesmo material ja é usado na confecção de tecidos por outras empresas do setor privado.



O PET (Poli Tereftalato de Etileno) é um poliéster, plástico usado na fabricação de garrafas, frascos e embalagens para refrigerantes, águas, sucos, óleos comestíveis, medicamentos, cosméticos e produtos de higiene e limpeza. A reciclagem do produto traz grandes benefícios ao meio ambiente, visto que cada garrafa PET demora 200 anos para se decompor.

Em dois anos, 174 mil garrafas PET foram recicladas para a confecção dos tecidos para os uniformes de leituristas, operadores de estações de tratamento e pessoal de manutenção da Sanepar. A fibra reciclada de PET é misturada à fibra de algodão, o que garante conforto e durabilidade aos uniformes dos empregados da empresa.

Para confeccionar uma camiseta do uniforme da Sanepar, são recicladas duas garrafas. A calça aproveita três garrafas; o chapéu, uma e a jaqueta, cinco garrafas. "A preocupação ambiental está presente em todas as áreas da companhia, inclusive nos uniformes que usamos", afirma o gerente da Unidade de Serviço de Materiais da Sanepar, Eduardo Lauand Neto.

A leiturista Juliana Carolina Rodrigues(foto acima) que trabalha há mais de dois anos em Curitiba e Região Metropolitana, destaca que todas as peças do uniforme são confortáveis e fáceis de lavar: “A calça tem secagem rápida. A jaqueta é bem resistente para o dia-a-dia e quentinha.”

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de PET (Abipet), em 2008 foram recicladas no Brasil 253 mil toneladas de embalagens. Destas, 38% foram encaminhadas para a área têxtil. Além de contribuir para a formação de cooperativas e para a organização dos catadores de lixo, a reciclagem promove ganhos ambientais. Para produzir um quilo de malha com PET são recicladas 11 garrafas de dois litros de refrigerante.

Ao reusar o material, a indústria deixa de produzir novas unidades de tereftalato de etileno (poliéster), economizando água, energia e matérias-primas, como o petróleo. A reciclagem também evita o acúmulo do material em lixões e aterros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget